Zahar

Blog da editora

Entrevista exclusiva: Tatiana Roque

03 de Setembro de 2012

O livro é resultado de alguma pesquisa de mestrado ou doutorado?
Não, é resultado de cursos de História da Matemática em níveis de graduação, pós-graduação e outros cursos voltados pra professores.

Por que você decidiu justamente seguir esta trajetória? Incomodava pensar que não havia livros brasileiros tratando do assunto?
Incomodava pensar que os livros traduzidos no Brasil seguiam uma visão ultrapassada da história, já desmentida e amplamente criticada pelas pesquisas mais recentes. Como não havia bibliografia para dar os cursos, comecer a escrever as notas de aula, que evoluíram para o livro.

Qual foram os aspectos mais surpreendentes revelados ao longo da pesquisa?
Averiguar que a história da matemática tradicional, que os alunos e professores reproduzem, é permeada de mitos e lendas que, além de não terem nenhum embasamento histórico, acabam formando uma imagem deturpada de que a matemática é um saber atemporal e transcendente.

Acredita que o livro traz contribuições inovadoras para o tema?
Sim, ao tornar disponível de modo mais compreensível e didático as pesquisas atuais em história da matemática, originalmente publicadas em livros ou artigos científicos escritos em outras línguas (como inglês, francês e alemão).
Categorias: Entrevistas