Zahar

Blog da editora

Colunista convidado: Alberto Dines comenta a saga familiar de Karl Marx

13 de Dezembro de 2013

O jornalista Alberto Dines, fundador do Observatório da Imprensa e coordenador da série Stefan Zweig na Zahar, gentilmente enviou-nos um comentário ao livro Amor & Capital: A saga familiar de Karl Marx e a história de uma revolução. Leia na íntegra a seguir:

"Antes de mergulhar na leitura de Amor & Capital de Mary Gabriel senti-me obrigado a folhear uma velha edição de El Capital de Karl Marx que tenho até hoje. Trata-se da primeira edição em espanhol publicada no continente americano pela mexicana Ediciones Fuente Cultural, provavelmente em 1945 (sem indicação precisa da data).

Os cinco volumosos tomos em brochura chegaram à casa dos meus pais em 1947 ou 1948, quando o Partido Comunista Brasileiro foi colocado na ilegalidade. Na verdade, eram diversas coleções da mesma obra pertencentes ao ex-deputado comunista Maurício Grabois, então na clandestinidade, que o seu irmão, o médico Bernardo Grabois, grande amigo do meu pai, pedira para serem escondidos.

Rapazote, vagamente politizado, comecei pelo apêndice biográfico, Carlos Marx, su vida y obra, escrito por Lenin em 1913. Não fosse a leitura anterior da História do Socialismo e das Lutas Sociais, de Max Beer, aquela maçante biografia teria me convertido num anti-marxista.

A jornalista Mary Gabriel não estava interessada em fazer proselitismo, queria apenas pintar o retrato daquele que George Bernard Shaw descreveu como autor da maior proeza literária: mudar a consciência do mundo. Conseguiu."

Alberto Dines, 2013.