Zahar

Blog da editora

200 anos de Frankenstein

20 de Fevereiro de 2018

Em 2018 um dos monstros mais icônicos da literatura comemora seu bicentenário. Escrito por Mary Shelley aos 18 anos, Frankenstein  é também um grande ensaio sobre a prepotência humana e a solidão em sociedade. Ao contar a história de Victor Frankenstein, um cientista obcecado com a possibilidade de dar vida à matéria inanimada, Shelley abalou a crítica e o público quando a primeira edição da história foi publicada em 1818.

Ao contar em detalhes, e com o embasamento científico disponível na época, a construção de um monstro a partir de retalhos humanos, Shelley mudaria para sempre a literatura. Com esse livro escrito despretensiosamente numa disputa entre amigos (acredita-se que tenha sido escrito em uma competição com o poeta Lord Byron e com Percy Shelley, marido da autora) Mary criou um novo gênero literário: a ficção científica.

 

É de ficção científica uma história cuja narrativa principal se baseia em algum princípio científico real ou inventado, e que discorre sobre o impacto da ciência sobre a sociedade e o indivíduo. No caso do livro de Mary Shelley, a criatura criada pelo cientista Victor Frankenstein, que na obra não recebe um nome, virou um fenômeno da cultura pop.

Sua primeira adaptação para o cinema aconteceu em 1910, realizada pelo Edison Studios e produzida por Thomas Edison. Mas foi 21 anos depois que chegou aos cinemas a adaptação que transformou a história de Shelley em um clássico do cinema. Com direção de James Whale e com Boris Karloff no papel do monstro, o filme deu a aparência da criatura que entrou para o imaginário popular: cabeça chata, eletrodos no pescoço e andar desajeitado.

Nas décadas seguintes, Frankenstein tornou-se um personagem com vida própria e recebeu inúmeras adaptações que divergiam da história original, como nos filmes Frankenstein encontra o lobisomem e Frankenstein tem que ser destruído.

No entanto, a versão cinematográfica que mais se aproxima do original é de 1994, dirigida e estrelada por Kenneth Branagh. O filme tinha Robert De Niro como a criatura e Helena Bonham Carter como Elizabeth.

 

Lembra quando foi a primeira vez que você conheceu o personagem? Conta pra gente nos comentários!

 

 

 

Categorias: